"Os tribunais são independentes. O Presidente da República não deve pronunciar-se"

O Presidente da República recusa-se a comentar a polémica em torno da competência da hierarquia do ministério público para intervir em processos de natureza criminal. Quanto ao caso Tancos, Marcelo Rebelo de Sousa garante que estará sempre disponível para ajudar a apurar a verdade, "doa quem doer".

Sobre "Notícias"