Parlamento aprovou novamente a lei do financiamento dos partidos

Apesar dos avisos de Marcelo, as alterações com que a lei vai voltar a Belém são mínimas