Ramalho Eanes: "Sociedade civil não é forte e autónoma perante o Estado e devia sê-lo"

Ramalho Eanes considera que a corrupção é uma epidemia que grassa pela sociedade. Numa conferência sobre "Portugal - As Crises e o Futuro", o antigo Presidente da República falou sobre a corrupção e deixou duras críticas ao poder político. Eanes defende que a sociedade civil e as empresas devem ser autónomas perante o Estado

Sobre "Diário da Manhã"