Residência universitária para função pública: Ministra faz “mea culpa” e tenta explicar polémica

A Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública tentou esclarecer a polémica em torno da residência universitária destinada a filhos de funcionários públicos. Em entrevista ao jornal Público, Alexandra Leitão disse que o prédio em causa pertence aos serviços de ação social da administração pública e que teria sempre que ser utilizado para esse efeito.

Sobre "Jornal das 8"