Santana Lopes foi a Aveiras mostrar o apoio à greve e criticar o Governo e em especial o primeiro-ministro de fazer ameaças em público e de incendiar o ambiente entre motoristas e ANTRAM.