Sérgio Sousa Pinto: "Falar neste momento não serve um propósito útil"

Uma das vozes mais críticas da atual direção do PS não vai dirigir-se aos congressistas por considerar que neste momento a sua intervenção não teria um efeito útil para o partido. Sérgio Sousa Pinto, que disse ter aceitado o convite para fazer parte da Comissão Nacional, demitiu-se do secretariado nacional por discordar dos acordos com os partidos à esquerda