Tolerância de ponto é "uma questão de respeito"

O primeiro-ministro justifica a tolerância de ponto no dia da visita do Papa a Fátima, como uma questão de respeito pelos católicos.
A decisão está a gerar discórdia no PS, porque o estado é laico.
Os partidos de direita apoiam e os da esquerda não criticam