"Porque é que o Governo não diz quantas pessoas se podem reunir no Natal?"

Paulo Portas, comentador da TVI, considerou este domingo que, se em janeiro tivermos de pagar "uma fatura óbvia", o Governo não se pode demitir das suas responsabilidades, porque não foi claro quanto ao número de pessoas que se podia juntar à mesa da consoada nas festividades. 

Sobre "Jornal das 8"