"Portugal deve divulgar os mapas de risco , o vírus não circula da mesma forma em todo o território"

O professor associado de Saúde Internacional na Unidade de Saúde Pública Internacional e Bioestatística, Tiago Correia, esteve esta segunda-feira no programa “Segunda Vaga” para identificar e contextualizar possíveis causas e comportamentos associados ao crescimento de casos de infeção por covid-19 em Portugal.

Correia afirma que a Nova Zelândia pode ser vista como um país que está na linha da frente do bom exemplo na gestão da pandemia. O segredo, assume o especialista, está na aplicação de um sistema de níveis de alerta em função do risco epidemiológico regional. 

 

Sobre "Segunda Vaga"