Precariedade na hotelaria: "Empresas têm um sentimento de impunidade para com os direitos dos trabalhadores"

Começou a quinzena de luta na hotelaria, na cidade do Porto, com os trabalhadores a protestarem contra a precariedade que se agravou com a pandemia de Covid-19.

Nuno Coelho, do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Restaurantes e Similares, considerou que as empresas a área devem ser punidas com mais severidade, pela forma como impune com que agem perante os direitos dos trabalhadores.

Sobre "Notícias"