Presidente da Argélia cede aos protestos e demite-se ao fim de 20 anos no poder

Extremamente debilitado, Bouteflika, que queria recandidatar-se, abdica no meio de uma forte contestação popular