Primeiro-ministro inaugura comboios elétricos nas linha Douro e Minho

O primeiro-ministro que inaugura hoje dois troços, justifica os atrasos nas obras com o que chama de “irritantes constrangimentos na contratação pública” e aponta outra vez o dedo ao Tribunal de Contas.