Professor diz ser perseguido há quase três anos por ex-funcionário da escola

Um professor de Viseu diz ser perseguido há quase três anos por um ex-funcionário do agrupamento de escolas. O professor foi nomeado para tratar um processo disciplinar e o assistente operacional, acusado de agredir um colega, não terá aceitado ser despedido.

Sobre "Jornal da Uma"