“Profissão de professor precisa de sangue novo e rapidamente”

Francisco Oliveira, presidente do sindicato dos professores da Madeira, explica os motivos da adesão à greve desta terça-feira