Protestos continuam no Chile apesar das medidas anunciadas por Piñera

Ao fim de seis dias de protestos e 18 mortos no Chile, a situação  continua crítica, naquela que era a mais estável democracia da América do Sul.

Os protestos abrandaram mas o descontentamento geral permanece, mesmo depois de o presidente Sebastián Piñera pedir desculpa e anunciar um pacote de medidas.

Sobre "Jornal das 8"