PS quer que trabalhadores e empresas possam recusar teletrabalho

Com o fim do estado de emergência preveem-se mudanças no teletrabalho. O PS quer que tanto trabalhadores como entidades empregadores possam recusar o teletrabalho, mas só o empregador terá de justificar a recusa por escrito.

Sobre "Jornal da Uma"