Recados dos sindicatos para o Governo marcam 1.º de Maio

CGTP mantém cenários em aberto, incluindo recurso a greve geral. Algo que também serve de bandeira à UGT, que exige aumento do salário mínimo novamente, já no próximo ano