Refinaria de Matosinhos: sindicato diz que é uma decisão preocupante e vai arrastar centenas para o desemprego

A Galp anunciou, esta segunda-feira, que vai concentrar as suas operações de refinação e desenvolvimentos futuros no complexo de Sines e descontinuar a refinação em Matosinhos a partir do próximo ano.

Uma decisão que, ao que a TVI conseguiu apurar, pode pôr em causa 350 postos de trabalho diretos. 

Telmo Silva, do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte (Site-Norte), e trabalhador da refinaria da Galp em Matosinhos, diz-se surpreendido. 

Sobre "Notícias"