Reforço no combate a incêndios começa sem metade dos meios aéreos previstos

Esta nova fase começa sem 17 aeronaves. O Governo culpa o Tribunal de Contas pelos atrasos e prevê que a partir de junho os meios em falta já estejam operacionais