Reportagem: ontem, hoje e Entre-os-Rios

Era uma noite chuvosa de março. E a ponte de ferro, como se dizia em Entre-os-Rios, não aguentou o caudal do Douro. Um autocarro cheio de passageiros caiu às águas. Três carros também. Portugal viveu semanas de dor, luto, revolta e ansiedade como raramente se viu na história recente. O país político tremeu e o Governo cairia em nove meses. 20 anos depois, sem culpados nem condenações, ainda é difícil recordar a tragédia daqueles idos de março.

Uma reportagem de Victor Moura Pinto, com imagem de Francisco Ferreira e edição de Filipe Freitas.

Sobre "Jornal das 8"