"Responsáveis políticos têm sido seletivos a lidar com suspeitas de corrupção em Angola"

João Paulo Batalha faz parte da ONG Transparência e Integridade, e afirmou que existem promiscuidade, "inclusive políticas", nas relações entre os reguladores portugueses e os negócios de Isabel dos Santos.

Sobre "Notícias"