Restrições ao comércio em centros comerciais "é um balde de água fria"

O aumento do número de novos casos de Covid-19 na região de Lisboa e Vale do Tejo levou a uma nova vaga de medidas restritivas. Entre elas, as lojas nos centros comerciais passam a encerrar às 20 horas.

António Sampaio Mattos, presidente da Associação Portuguesa de Centros Comerciais, explicou, esta terça-feira, na TVI24, o impacto da medida entre lojistas, que considera ser "um balde de água fria".

Sobre "Notícias"