Ricardo Araújo Pereira: “Eu não sei se aguento um país com superávite”

O Governo propôs, pela primeira vez em democracia, um Orçamento do Estado com superávite, ou seja, com lucro.

Ricardo Araújo Pereira confessou que não sabe se consegue "aguentar" um país com superávite.

"Começa a ser demasiado fácil amar este país, antigamente era difícil. O que é que a gente gosta nisto? Corre tudo mal, é prejuízo… agora somos campeões da europa, o país dá lucro", acrescentou.

Sobre "Governo Sombra"