Saúde e bombeiros nas prioridades da vacinação

A DGS passou a incluir todos os profissionais de saúde e os bombeiros nas prioridades do reforço da vacina da covid-19.

A decisão não está a gerar grande entusiasmo, sendo que implica seis milhões de doses em armazém e não uma vacina nova com proteção reforçada para novas estirpes. 

Sobre "Jornal da Uma"