"Se o PSD começa a pensar-se como um partido de Direita vai sempre encontrar o Chega no caminho"

Pacheco Pereira defende que em 2015 não havia espaço para o Chega, porque quem foi às urnas foi um Governo de direita "que puxou muito à direita".

"O chega não é um partido normal de Direita" 

Sobre "Circulatura do quadrado"