"Se os sindicatos mantêm a posição de intransigência não vejo como avançar"

Primeiro-ministro António Costa manifesta-se pouco otimista relativamente ao reatar das negociações com os professores, depois de Mário Nogueira, da Fenprof, ter afirmado que não abdica da totalidade do tempo de serviço a pagar aos docentes.