Sindicato dos Polícias: "A nossa esperança perdeu-se e queremos resultados rápidos e concretos"

Depois da reunião com o ministro da Administração Interna, desta segunda-feira, as principais estruturas sindicais e associativas da PSP e da GNR decidiram manter a manifestação conjunta, marcada para quinta-feira.

Em entrevista à TVI, Peixoto Rodrigues, presidente do Sindicato Unificado da Polícia, afirma que o Governo tentou desmobilizar a manifestação e salienta a necessidade de ter resultados rápidos e concretos, para as forças de segurança.

Sobre "25ª Hora"