Sintrenses denunciam atentado ao património com construção de hotel no centro da vila

Centenas de sintrenses denunciam o que consideram ser o inadmissível e aberrante atentado ao património da humanidade da Unesco, licenciado pela câmara num processo cheio de irregularidades. Em causa está a construção de um hotel e de um parque de estacionamento para 150 carros no lugar de uma casa do século XIX, numa das encostas da vila histórica. Foram removidos muros, árvores, penedos e linhas de água.