Só 540 de 50.000 professores vão entrar para os quadros no próximo ano letivo

O Governo garante que o número de candidaturas mantém-se na linha de anos anteriores