A festa mais democrática do Porto festejou-se em silêncio

População cumpriu as recomendações para a noite de S. João e as ruas estiveram praticamente desertas.

Sobre "Jornal da Uma"