“A minha irmã com vida pediu ajuda, mas nenhum médico lá esteve”

Vanda Couceiro, irmã de Dídia, diz que tudo correu mal desde a primeira hora e que o Hospital de Cascais nunca respondeu, nem nunca esclareceu o que é que se tinha passado. As respostas foram sempre formais e de acordo com as normas protocolares. Afirma que a irmã pediu ajuda por estar a sentir muitas dores, mas nenhum médico a auxiliou. Acabando por falecer antes de interromper a gravidez. Vanda também confirmou que nunca viu nenhum tablet naquele estabelecimento

Sobre "Ana Leal"