Acesso dos doentes a novos medicamentos pode vir a ser limitado

O Infarmed propõe que a prioridade na avaliação dos novos fármacos seja dada à poupança para os hospitais, em vez dos benefícios para os doentes