Acontece aos melhores: pilarete automático destrói-lhe o carro e câmara exige seis mil euros

Vera Ramos estava a dirigir-se para o trabalho, no interior do Parque da Bela Vista, em Lisboa, em junho do ano passado. Para lá chegar, tem de atravessar uma zona de trânsito condicionado que, na entrada, tem um pilarete automático.

O sistema é acionado través de uma chamada de telefónica, que não é atendida, para a Câmara Municipal de Lisboa. Isto, porque os condutores com direito a aceder ao local, registam previamente o número de telemóvel, junto dos serviços do município.

Sobre "Acontece aos melhores"