Nos últimos 15 anos, cerca de 50 mulheres do Barreiro apresentaram queixa do mesmo homem por agressão, diz João Silva, da Ação contra Violência de Género do Barreiro. O agressor terá problemas psiquiátricos, tem sido internado, mas quando sai do hospital volta a atacar