Pedro Nunes, comandante da Proteção Civil, garantiu que "as condições de severidade meteorológica de amanhã são desfavoráveis ao combate aos incêndios e favoráveis para o fogo".