Amianto e falta de funcionários deixam 900 alunos sem aulas em Amarante

Uma manhã de protesto junto à Escola EB 2,3 de Amarante, no Porto. Pais, funcionários e professores fecharam as portas do estabelecimento e exigiram mais assistentes operacionais, melhores condições e a retirada de coberturas com amianto.

Sobre "Jornal da Uma"