"Ana Leal": Estado corta comparticipação de medicamentos para travar cancro

Há decisões que podem ser uma sentença de morte. Doentes com cancro que seguiam um tratamento de sucesso, tiveram que interromper a terapéutica.

O Estado, através da ADSE, o subsistema de saúde dos funcionários públicos, deixou de comparticipar um tratamento essencial para travar um tipo de cancro.

A terapêutica custa 1500 euros a cada 21 dias. A maioria dos doentes não tem dinheiro para suportar esta despesa.

Uma reportagem do programa "Ana Leal" para ver terça-feira no Jornal das 8, na TVI.

Sobre "Ana Leal"