Anta do neolítico destruída no Alentejo para plantar amendoal

Uma anta do neolítico foi destruída para plantar amendoal. O crime foi cometido numa herdade em Évora e o caso foi já enviado para o Ministério Público.

Este é apenas mais um caso de destruião de património para agricultura intensiva e levou a que a Direção Regional de Cultura do Alentejo vá pedir a classificação imediata de todos os monumentos megalíticos na região.

Sobre "Jornal da Uma"