"Autocarros da Rodoviária de Lisboa nunca andam cheios"

Com o regresso às aulas, mas também com o retomar das atividades laborais, espera-se uma maior circulação de pessoas e, por isso, uma maior procura dos transportes públicos.

Na Rodoviária de Lisboa, a afluência foi fraca, mas nos comboios urbanos da capital já se nota uma maior ocupação e alguma dificuldade em manter o distanciamento social.

Sobre "Jornal da Uma"