Bruno de Carvalho foi ouvido em tribunal, mas apenas dois advogados fizeram perguntas