Carência obriga enfermeiros e manterem 40 horas

Sindicato dos enfermeiros portugueses acredita que a redução para as 35 horas, em vigor desde domingo, não estará a ter o impacto previsto no funcionamento dos hospitais