Caso Tancos: investigador da PJ militar admite ter recebido ordens para mentir sobre a descoberta das armas

No caso Tancos, o major da PJ Militar Roberto Pinto da Costa admitiu em julgamento que recebeu ordens superiores para mentir aos procuradores do DCIAP e ao diretor da PJ Civil sobre a descoberta das armas.

Segundo dia de depoimentos do ex-ministro da Defesa, no tribunal de Santarém, no caso Tancos.

Esta quinta-feira, Azeredo Lopes afirmou ter assinado o mandado de detenção do diretor da PJ Militar, sem saber muito que factos é que estavam a ser imputados ao coronel Luís Vieira.

Sobre "Jornal das 8"