'Cérebro' do furto de armas de Tancos falou pela primeira vez

Fase de instrução do processo foi retomada nesta terça-feira. João Paulino, que até então esteve em silêncio, não só resolveu falar e assumir que participou no roubo, como implicou altas instâncias, que terão dado o aval à encenação da recuperação das armas.

 

Sobre "Jornal das 8"