Chef Vítor Sobral já se endividou em 600 mil euros para não despedir 80 funcionários

Um depoimento que ilustra a crise por que passa o setor da restauração em Portugal. Com quatro restaurantes, o chef Vítor Sobral não conseguiu manter cerca de 40 funcionários com contratos a prazo e para segurar 80 trabalhadores já vai em 600 mil euros de endividamento.

Sobre "Notícias"