Comandos: diretor da prova diz que documento entregue ao MP foi "falsificado"

No caso das mortes nos Comandos, há mais uma e grave polémica: o diretor do curso 127 diz que o guião da prova zero enviado para o Ministério Público só foi elaborado depois da morte dos dois recrutas. Na contestação ao processo disciplinar que a TVI consultou, o Tenente-coronel Mário Maia fala mesmo em falsificação de documentos e acusa o chefe dos comandos de deslealdade