Constitucional chumbou prova dos professores

Ministério da Educação diz que está a estudar soluções. FENPROF diz que tinha razões para lutar