Cristina Tavares chegou a acordo com corticeira e regressa em julho

A trabalhadora despedida duas vezes de uma corticeira de Santa Maria da Feira chegou a acordo com a empresa para ser novamente reintegrada. O acordo foi alcançado ainda antes do início do julgamento. A empresa vai pagar também uma compensação por danos morais superior a 10 mil euros.