Dezanove militares começam a ser julgados pela morte de dois recrutas

Começa esta quinta-feira o julgamento sobre as mortes de dois comandos. 19 militares do Exército sentam-se no banco dos réus, acusados de mais de 530 crimes, alegadamente cometidos durante o curso de comandos no qual morreram dois recrutas. A primeira sessão do julgamento está marcada para o Tribunal Central Criminal de Lisboa. Os factos remontam a setembro de 2016.