Dois funcionários do Pingo Doce suspeitos de receberem mais de um milhão de euros em subornos

Num dos maiores grupos económicos portugueses, o grupo Jerónimo Martins, foram detidos por suspeitas de corrupção dois funcionários da central de compras do Pingo Doce. Foi a própria empresa a alertar a Polícia Judiciária, que tem agora suspeitas de que estes dois quadros terão recebido mais de um milhão de euros em subornos para darem preferência a uma empresa de fornecimento de peixe fresco.