Enfermeiros dizem "basta" ao ministro da Saúde

Querem as 35 horas de trabalho semanal, a integração da categoria de enfermeiro especialista na carreira e a atualização dos salários. O protesto terá maior expressão na área da saúde materna e obstetrícia, nos blocos de parto e serviços de assistência às grávidas.

Sobre "Jornal da Uma"